Bem-estar

Meditação: dicas para viver no momento presente

por Camile Carvalho em 21/06/2017

Meditação é mais simples do que parece | Como meditar | Vida Minimalista #vidaminimalista

Sempre gostei de meditação, mas tinha dificuldade para meditar. Achava lindo sentar em lótus, fazer uma postura com a coluna alinhada e fechar os olhos, mas no fundo, achava que aquilo não era pra mim. Ariana que sou, com a mente agitada, meus pensamentos vagavam por um limbo que sabe-se lá onde estavam. Definitivamente, meditar não era pra mim.

Assim como eu pensava, muitos podem ter a ideia de que a meditação combina com ambientes monásticos, pessoas austeras e muita seriedade. Mas eu vou contar uma verdade a vocês: a meditação, quando passa a fazer parte da sua rotina, se torna divertida, um lugar de paz para o qual queremos voltar sempre.

Não vou dizer que é fácil, que não sentimos câimbra nas pernas, que tem dias que queremos apenas nos levantar e fazer as tarefas do dia. Mas também não é verdade que meditar é pra quem já é zen, tranquilo. Assim como pessoas praticam musculação para fortalecer a musculatura aos poucos, a meditação também deve ser uma prática diária para que possa tornar-se uma rotina. Após um bom tempo praticando a meditação, hoje venho trazer alguns tópicos para esclarecer algumas dúvidas comuns sobre meditar.

Principais dúvidas sobre a meditação:

1. Meditação não é religião. Embora associado ao budismo e hinduísmo, quando você interioriza seus pensamentos, volta para si e traz sua mente para o momento presente, você está meditando. Porém, se você é religioso e reserva um momento para fazer suas orações, também é uma forma de meditação. A meditação faz parte de algumas religiões mas é uma ferramenta, uma técnica que pode ser feita independentemente de crenças.

2. Não precisa de muitos preparos. Esqueça aplicativos, meditações guiadas, CDs, músicas para meditação, almofadas especiais ou roupas próprias. Meditação é simples, basta sentar-se confortavelmente, alinhar sua coluna, fechar os olhos e trazer a atenção para a sua respiração. Pronto, o primeiro passo já foi dado.

3. Não encare como um desafio. Se você já senta-se pensando que vai ser um tormento ficar os próximos 5 minutos sem fazer nada, você vai passar 5 minutos agoniado para acabar logo. Vá sem expectativas, apenas sente-se e tranquilize sua mente. Se quiser, coloque um alarme ou contador com o tempo que achar necessário, mas não se prenda a isso. Deixe o tempo fluir.

4. Existem diferentes técnicas de meditação (com mantras, cantando, ouvindo sons etc.) mas no começo, tente apenas reservar diariamente um momento só seu, em silêncio. Caso fique muito difícil concentrar-se com os olhos fechados, experimente acender uma vela à sua frente e observar o movimento da chama.

5. Comece devagar. Você não precisa começar com o tradicional Zazen por 30 ou 45 minutos. Experimente 5 minutos no começo. Vai ser difícil, sim, eu sei. Porém, com o tempo, você perceberá que 5 minutos passam voando, e quando se der conta, 10 minutos já terão passado. Não se cobre, não tenha pressa, aumente seu tempo de meditação de acordo com seu progresso, com sua disponibilidade. É melhor meditar todos os dias 5 minutinhos do que se comprometer a fazer uma longa meditação diária e parar no segundo dia.

Meditar ajuda a trazermos a mente para o agora

Quando vivemos no passado, a tendência é que nos tornemos pessoas angustiadas, deprimidas, pensando no que poderia ter feito e não fizemos. Pensando nas pessoas que nos magoaram, e então carregamos em nossa mochila da vida um grande peso o qual não precisamos carregar. Quando vivemos no futuro, nos tornamos ansiosos, tentando antecipar os fatos que ainda não aconteceram.

Nestas duas situações, nos desconectamos do momento presente, do aqui e agora, o único momento em que nossas vidas de fato acontecem. Não é errado, no entanto, recordar do passado nem planejar o futuro. A questão é que quando nos desconectamos da nossa vida no agora, saímos do estado de atenção plena e a vida passa por nós de forma automática.

Experimente hoje, agora, apenas fechar os olhos e prestar atenção no ar que entra e sai pelas narinas. Alinhe sua coluna, relaxe suas mãos sobre suas pernas e apenas respire. A meditação é uma ferramenta muito poderosa que nos traz de volta ao estado Mindfulness, ou atenção plena. Toda vez que se sentir desconectado de sua realidade, traga sua mente para o agora. Não deixe sua vida passar diante seus olhos, perceba os detalhes, os pequenos momentos. Valorize o seu momento, pois a única coisa que temos é o agora.

E você, pratica meditação? Já experimentou? Quais suas dificuldades? Compartilhe aqui conosco nos comentários!

imagem: Pixabay

Compartilhe:
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on Tumblr


comentários via facebook

1 comentário leave one →

  1. Camille,

    Muito bom o seu post, principalmente por ter falado que meditação não é religião, pois há muita confusão sobre os 2 temas.

    O mindfulness é realmente muito bom, eu gosto muito dessa técnica.

    Abraços,

    Responder